sábado , 19 agosto 2017
Home / Bairro / Paróquia de São José de Magalhães Bastos recebe obras da Prefeitura e do Consórcio ViaRio Construtor da Transolimpica

Paróquia de São José de Magalhães Bastos recebe obras da Prefeitura e do Consórcio ViaRio Construtor da Transolimpica

Representantes do Consórcio ViaRio e da Construtora Spins

Paróquia de São José em Magalhães Bastos, recebe da Prefeitura e do consórcio ViaRio as obras de melhorias após desapropriação da Casa Paroquial

Com a presença do Cardeal Arcebispo do Rio Dom Orani Tempesta e de representantes da Prefeitura, do Consórcio ViaRio e da construtora Spins Engenharia obras foram entregues ao Padre Núbio

Na última sexta (dia 11/03) foram entregues as obras da Paróquia de São José de Magalhães Bastos. Para quem não sabe, tudo teve inicio com a “construção da Transolimpica”, no projeto original, a mesma passaria do lado oposto o da Igreja, desapropriando diversas famílias ao logo da rua Salustiano Silva, mas, com o engajamento da igreja, de parlamentares, da associação comunitária de Magalhães Bastos e moradores, foi pedido a Prefeitura e ao Exército que cedesse parte de suas terras afim de evitar as desapropriações.

dom Orani e Padre Núbio apresentam a novas instalações da paróquia
Dom Orani e Padre Núbio apresentam a novas instalações da paróquia

A paróquia ganhou novas salas, auditório, cantina e uma quadra poliesportiva com vestiário. A casa paroquial, também ganhou novas dependências.

Assim começaram as obras
Assim começaram as obras

Assista ao vídeo e veja o antes e o depois das obras

Conheça um pouco da história da paróquia

Com a construção da Vila Militar e de casas que deram origem ao bairro, habitadas em grande parte pelos trabalhadores das obras, iniciou-se um povoamento mais intenso do bairro de Magalhães Bastos. Tendo em vista que boa parte da população tinha que se deslocar até Realengo para participar das missas e atividades religiosas, por volta de 1920, o morador Sr. Manoel Guina que conhecia alguns comandantes militares que aqui começavam a se instalar, usou de sua influência e conseguiu a concessão de um terreno para a edificação da Igreja em honra à São José.
A doação do terreno foi feita em cartório à Mitra Metropolitana. Os moradores da redondeza começaram a arrecadar fundos através de quermesses, rifas e festas para a construção da Igreja. Inicialmente a capela São José pertencia a Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Realengo e foi administrada por muito tempo pelo então Padre Miguel. Capelães militares e Padres da Congregação Palotinos eram responsáveis pelos ofícios religiosos nesses primeiros tempos.

Em 9 de abril de 1952 a Capela foi elevada a status de Paróquia, sendo seu primeiro pároco o Padre Ângelo Bizonini. Em meados de 1950, começou também a construção da Escola Paroquial que ficou pronta e foi inaugurada em 1958, e passou a ser administrada por freiras e atualmente é a Casa Paroquial e local cedido para as Assistências Sociais.

No final dos anos 50, a Igrejinha já era muito pequena para as atividades paroquiais e então iniciou-se a construção da nova Matriz. Nesta época o Vigário era o Padre Aldemar Ferrari e foi sobre sua administração que estas duas últimas construções tiveram início. Em 1960 a Paróquia estava sem Padres e por este motivo, Dom Jaime de Barros Câmara, que na época era o Bispo do Rio de Janeiro, entregou a Paróquia à Congregação dos Padres Oblatos de Maria Imaculada (OMI), e assim, Padre João Cribbin tornou-se Pároco da comunidade.

Veja Também

Foto Divulgação

O Esporte Clube São José, em Magalhães Bastos, inaugura amanhã o evento ‘Samba José’ Evento tem ainda apresentações de Júnior Parente, Só Preto Sem Preconceito, Júnior Dom e Júnior Itaguay

Rio – Novidade no samba na Zona Oeste. O Esporte Clube São José, em Magalhães ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*