domingo , 30 abril 2017
Home / Sobre o Editor Conheça um pouco de quem faz o site

Sobre o Editor Conheça um pouco de quem faz o site

Quem faz o site de Magalhães Bastos? – Conheça um pouco da minha história que é simples e dedicada a todos nós moradores deste bairro Centenário.

Dedico aqui algumas palavras aos milhares de moradores do Bairro de Magalhães Bastos e assim poder expor um pouco da vida e o cotidiano de quem procura divulgar o bairro de uma maneira clara e objetiva de todos acontecimentos e principalmente o que nos incomoda.

Meu nome é Rogério Silva, sou Jornalista e Fotografo Profissional morador do bairro há 49 anos e venho fazendo um trabalho de divulgação desde 2002, ou seja, há 14 anos.

rogerio-silva-jornalista-fotografo

Toda essa rotina de conhecimento e divulgação do bairro se deu em uma “Reportagem do Jornal O Dia” chamada de “Em dia com seu bairro” Nesta reportagem as dúvidas pairaram e ninguém sabia definir o porque do nome Magalhães Bastos, foi ai então que, sai em busca da nossa história.

Capa do Jornal O Dia com a reportagem da época (2002) sobre o bairro de Magalhães Bastos
Capa do Jornal O Dia com a reportagem da época (2002) sobre o bairro de Magalhães Bastos

Sou apenas um divulgador dos problemas e oportunidades boas que existem em nosso bairro. Como falei, sou uma pessoa comum igual a todos, erro, acerto, peço desculpas, corrijo, analiso, critico, elogio, mas tenho em mente que, tudo isso não é meu e sim de todos os moradores do bairro.

Magalhães Bastos nunca foi tão divulgado como é hoje, exponho os nossos problemas, abro o espaço para comentários, relato fatos, fotografo tudo para que um dia tenhamos um acervo bem bacana do nosso bairro.

Agradeço a todos que confiam e apostam neste trabalho “Voluntário” Faço tudo isso com o maior respeito e dignidade que tenho por todos os moradores e peço que a recíproca seja igual.

Levar informação é a minha prioridade, não faço questão de sair em fotos, até porque não consigo, pois quem fotografa e filma sou eu e não consigo fazer as duas coisas sozinho, brincadeira a parte, esse é o meu perfil.

5 Comentários

  1. Walter Bezerra Jr.

    Oi Rogério.
    Boa tarde.
    Meu nome é Walter. Acompanho o seu trabalho desde dois mil.
    No início, cheguei a colaborar com você revisando alguns textos que você publicava, narrando a história do bairro. Lembra?
    Faço coro com você quanto a ser contra ao aproveitamento do momento, por alguns, para fins políticos.
    Sou morador de Magalhães há 58 (cinquenta e oito anos).
    Estudei na Churchil. Frequentei o “famoso” e único cinema que já existiu no bairro, o do Capão. Joguei em alguns times de base do nosso glorioso São José, no qual frequentei os grandes bailes, além dos inesquecíveis carnavais.
    Impossível não lembrar também da famosa e esperada Feira das Ruas, na Paróquia São José, onde a paquera rolava solta, nas noites de junho dos anos 70.
    Saudades à parte, realmente estamos vivenciando um momento único em termos de bairro. Em toda minha vida nunca vi um prefeito vir até nós como fez o atual prefeito, no ano passado.
    A oportunidade é rara, por isso precisamos aproveitá-la, mas com sabedoria e em prol do coletivo. Como você, também acho que a Comissão do Bairro, por ser do bairro, é nossa representante. Assim, deve priorizar o que é de interesse coletivo em detrimento do que é de interesse o individual. Quem quiser se candidatar a algum cargo político, que o faça por meios próprios, ou então trabalhe pelo bairro voluntariamente, sem remuneração, como você disse.
    Sem mais, deixo para você o meu fraternal abraço e sobretudo o meu agradecimento pela manutenção do seu trabalho, o qual é de uma utilidade enorme, pelo menos para mim, pois ele bota virtualmente ao meu alcance o bairro que não conheço mais em toda a sua extensão, tendo em vista o seu crescimento ao longo de todos esses anos.
    Att.
    Walter Bezerra Jr.

    • Grande Walter, tudo bem!

      Claro que lembro da sua ajuda, alias, aprendi um pouco com você e tentar acertar o máximos as pontuações nos textos. Continuo na luta em Magalhães Bastos, no que precisar, conte comigo! – Abraços!

  2. Bom dia!

    Ficamos felizes que ainda temos moradores apaixonados por este local. Estamos localizados neste bairro e temos sofrido com o abandono por várias décadas. Agora estas obras que nunca terminam tem causado grande transtorno, principalmente pela poeira, pela lama após as chuvas e os constantes alagamentos na Estr Marechal Mallet esquina com a Rua Salustiano Silva.

    Vamos aguardar o final disto.

    Mas, agradecemos pelo trabalho social desenvolvido por este site.

    Parabéns ao editor.

    Que Deus te abençoe,

    Prof Robson F. Chagas
    Diretor

    Itemol: desde 2007 formando obreiros aprovados.

  3. Carlos Alberto Camargo

    Ficamos muito satisfeito com o terminal, só que o fato de ter tirado a linha de ônibus 300 de não passar mais por dentro dos condomínios Sulacap 1 e Sulacap 2, foi muito ruim pois nós que moramos próximo ao cemitério Jardim da saudade, fica muito distante irmos andando até ao terminal, sem contar do perigo para quem sai às 5:00 horas da manhã, pedimos para que ônibus faça o trajeto passando aqui por dentro, todos fiaremos agradecido.t

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*