domingo , 30 abril 2017
Home / Destaque / Tradição no carnaval: Concurso de coretos está ameaçado de extinção Apesar da proposta da RioTur ser a de estimular a população a brincar festa de Momo em seu próprio bairro, o número de participantes diminuiu com o passar dos anos

Tradição no carnaval: Concurso de coretos está ameaçado de extinção Apesar da proposta da RioTur ser a de estimular a população a brincar festa de Momo em seu próprio bairro, o número de participantes diminuiu com o passar dos anos

Uma das tradições de carnaval pode está com os dias contados. O Concurso de decoração de coretos, que distribui prêmio de R$ 18 mil, abriu inscrições ontem com uma grande baixa. Pela primeira vez, o principal vencedor da competição, Magalhães Bastos, está fora por falta de dinheiro. A mesma alegação é dada por outros grupos que também não participam mais do evento.

Um dos fundadores do coreto de Magalhães Bastos, diz que o valor do prêmio (dividido entre os três primeiros) não cobre as despesas da montagem do coreto. “Esse valor é o mesmo há 10 anos. A mesma quantidade de material que se comparava há uma década atrás não se compra hoje. Já chegamos a gastar R$ 20 mil. Tudo está caro”, afirma Tadeu.

Em 2013, Magalhães Bastos ganhou com o tema ‘Salve Jorge Ben Jor, Sambando nas Curvas do Oscar’

Foto:  Rogério Silva

Apesar da proposta da RioTur ser a de estimular a população a brincar festa de Momo em seu próprio bairro, o número de participantes diminuiu com o passar dos anos. Realizada desde 1972, o concurso que já chegou a ter 27 grupos, hoje está com apenas cinco inscritos e corre o risco de extinção.

“A tendência é que essa tradição acabe. Estamos arrasados. Já participamos durante 35 anos, vencemos 12 vezes”, que não acredita que o grupo conseguirá um patrocinador a tempo. Para ele, a participação dos comerciantes também pesou na decisão de não participar. “A gente contava com os comerciantes, que não puderam contribuir este ano”, disse.

Em 2016, Magalhães Bastos ganhou o 3º lugar com o tema “Coreto de Magalhães Bastos Num Bairro Olímpico”, instalado na esquina da Rua Libéria com a Estrada General Canrobert da Costa.

A RioTur informou que estuda aumentar o valor da premiação do concurso, informou que o maior número de participantes dá força ao evento e a elevação a quantia para os vencedores. Também ressalta que a festa é uma manifestação popular e que é importantes para cada bairro que tem na decoração de coretos uma característica do local.

Os coretos deverão estar em atividades durante os quatro dias de Carnaval, no período de 20h às 2h, e os três primeiros colocados deverão ter atividades também no dia 20 de fevereiro, quando a premiação será entregue. O primeiro colocado receberá o prêmio de R$ 8 mil. Já o segundo lugar e o terceiro lugares ganharão, respectivamente, R$ 6 mil e R$ 4 mil.

Fonte Jornal O Dia

Veja Também

Foto Reprodução da Internet | Governo do Estado

Alguns serviços do Poupa Tempo de Bangu foram alterados e habilitação esta sendo feita em Guadalupe Mudança pode trazer dor de cabeça e longas filas para a população. Confira quais são as mudanças e saiba onde tirar CNH e identidade

Já não existem mais postos do Detran (Departamento de Trânsito do Estado do Rio de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*